Paviland® ARQ Primer

Resina sintética que é utilizada como promotora de aderência e primário tapaporos sobre suportes de natureza mineral, cimentícia ou cerâmica. Primário para sistemas PAVILAND ARQ e pastas autonivelantes NIVELAND e PAVILAND. De aplicação em interiores e exteriores. Melhora a aderência ao suporte, evitando a perda de água e a formação de bolhas. Ao mesmo tempo, também melhora a impermeabilização e a durabilidade dos sistemas Paviland Arq. Primário tapaporos sobre suportes minerais e superfícies de betão.


Download da ficha técnica


Informação adicional

Composição

Produto à base de resinas estireno-acrílicas e cargas minerais

Caracteristicas e aplicações

  • Aplicação em interiores e exteriores.
  • Melhora a aderência ao suporte, evitando a perda de água e a formação de bolhas.
  • Melhora a impermeabilidade e durabilidade dos sistemas PAVILAND ARQ.
  • Primário tapaporos em suportes minerais e superfícies de betão.
  • Proporciona rugosidade ao suporte, facilitando a posterior ancoragem físico-química do revestimento. Especialmente indicado para aplicações verticais sobre suportes cerâmicos.
  • Não é alterado pelo pH alcalino do suporte.
  • Promotor de aderência para a gama de Sistemas Cimentícios Autonivelantes NIVELAND e PAVILAND do Grupo Puma em superfícies não porosas e/ou vítreas tais como cerâmica, grés, mármore, pedra, betão de porosidade muito baixa, cimento polido, etc.

Suportes

  • Apto para suportes cimentícios: betões, argamassas de cimento, etc. Também para suportes de anidrite.
  • O suporte deverá estar seco ou ligeiramente humedecido; nunca encharcado. A base de aplicação deverá estar livre de todo o tipo de contaminantes, tais como óleo, gorduras, revestimentos, tratamentos superficiais, etc.
  • Superfícies não porosas e/ou vítreas tais como cerâmica, grés, mármore, pedra, betão de porosidade muito baixa, cimento polido, etc.

Modo de emprego

  • O PAVILAND ARQ PRIMER é fornecido pronto para ser usado.
  • Homogeneizá-lo durante um ou dois minutos antes de utilizar.
  • Superfícies horizontais: verter e regularizar, com rolo de pelo comprido ou talocha de borracha, duas demão cruzadas com um rendimento de 200 g/m2 por demão, deixando secar no mínimo 1,5-2 horas em suportes porosos e 3-5 horas em suportes pouco porosos, assegurando-nos que o produto está completamente seco ao tacto, antes da aplicação da segunda demão, e do revestimento final.
  • Superfícies verticais, aplicar uma única demão com rolo de pelo comprido. O tempo de espera antes da colocação do revestimento final é o indicado no punto anterior.

Precauções e recomendações

  • Os suportes devem estar limpos, livres de pó, gorduras, óleos, líquidos, descofrantes, etc.
  • Não aplicar com chuvas ou geadas.
  • O suporte poderá estar seco ou ligeiramente humedecido, mas nunca saturado.
  • Não aplicar abaixo de 5º C nem acima de 30º C.
  • Não usar o produto que tenha sido armazenado a temperaturas inferiores a 0ºC.
  • Quando o tempo estiver quente, guardar o produto em lugar fresco antes de o utilizar.
  • A baixas temperaturas o produto pode ficar mais espesso, dificultando a sua aplicação.
  • O tempo de espera máximo entre camadas ou para o revestimento final é de 24 horas.

Apresentação

Embalagens de 5 e 25 Kg.
Armazenamento até 1 ano na sua embalagem original fechada, ao abrigo da intempérie, sol direto e humidade.

Dados técnicos

(Resultados estatísticos obtidos em condições standard)

Aspeto Líquido avermelhado com cargas
Densidade 1.45 ± 0.1 gr/cc
Viscosidade 4750 ± 250 cP
Rendimento 200 g/m2 (por demão)

Nota

As instruções quanto à forma de utilização são realizadas de acordo com os nossos ensaios e conhecimentos e não pressupõem um compromisso do GRUPO PUMA nem isentam o consumidor do exame e verificação dos produtos para a sua correta utilização. As reclamações devem ser acompanhadas da embalagem original para permitir a rastreabilidade adequada.

O GRUPO PUMA não se responsabiliza, em caso algum, pela aplicação dos seus produtos ou soluções construtivas por parte da empresa aplicadora ou demais sujeitos intervenientes na aplicação e/ou execução da obra em questão, limitando-se a responsabilidade do GRUPO PUMA exclusivamente aos possíveis danos atribuíveis direta e exclusivamente aos produtos fornecidos, individuais ou integrados em sistemas, devido a falhas no fabrico dos mesmos.

Em qualquer caso, o redator do projeto de obra, a direção técnica ou o responsável da obra, ou subsidiariamente a empresa aplicadora ou outros sujeitos intervenientes na aplicação e/ou na execução da obra em questão, devem certificar-se da idoneidade dos produtos atendendo às características dos mesmos, bem como as condições, suporte e possíveis patologias da obra em questão.

Os valores dos produtos ou soluções construtivas do GRUPO PUMA que em cada caso sejam determinados pela norma UNE ou qualquer outra aplicável, referem-se exclusivamente às condições expressamente estipuladas na dita normativa e que vêm referidos, entre outros, a determinadas características do suporte, condições de humidade e temperatura, etc. sem que sejam exigíveis ensaios obtidos em condições diferentes, tudo isto de acordo com o expressamente estabelecido na normativa de referência.