Traditerm® Perfil Ángulo PVC con malla

Perfil para reforço de esquina em PVC perfurado, empregue no sistema TRADITERM®.

GBC

Download da ficha técnica


Informação adicional

Composição

Perfil de PVC com rede de fibra de vidro com tratamento antialcalino.

Caracteristicas e aplicações

  • Fácil aplicação.
  • Reforço de esquinas no sistema TRADITERM®. 
  • A incorporação da rede no perfil permite que a execução da esquina seja mais rápida.

Modo de emprego

  • Aplicar uma camada de argamassa TRADITERM® sobre as duas superfícies que formam a esquina, numa extensão que abarque o perfil e a rede.
  • A seguir colocar o perfil sobre a argamassa e pressionar levemente.
  • Com a ajuda de um nível, colocar corretamente o perfil.
  • Cobrir a face superior do perfil aplicando argamassa TRADITERM®.

Precauções e recomendações

  • No encontro entre perfis deixar uma distância de separação de 2 a 3 mm.
  • Uma vez colocado o perfil deixar secar no mínimo 24 horas.

Apresentação

Caixas de 100 unidades a 250 metros lineares. Os perfis devem ser armazenados em posição horizontal.

Dados técnicos

(Resultados obtidos em laboratório em condições padrão)

Composição PVC e Fibra de Vidro com tratamento antialcalino.
Peso da rede 0,11 Kg/m
Comprimento do perfil 2.5 m

Nota

As instruções quanto à forma de utilização são realizadas de acordo com os nossos ensaios e conhecimentos e não pressupõem um compromisso do GRUPO PUMA nem isentam o consumidor do exame e verificação dos produtos para a sua correta utilização. As reclamações devem ser acompanhadas da embalagem original para permitir a rastreabilidade adequada.

O GRUPO PUMA não se responsabiliza, em caso algum, pela aplicação dos seus produtos ou soluções construtivas por parte da empresa aplicadora ou demais sujeitos intervenientes na aplicação e/ou execução da obra em questão, limitando-se a responsabilidade do GRUPO PUMA exclusivamente aos possíveis danos atribuíveis direta e exclusivamente aos produtos fornecidos, individuais ou integrados em sistemas, devido a falhas no fabrico dos mesmos.

Em qualquer caso, o redator do projeto de obra, a direção técnica ou o responsável da obra, ou subsidiariamente a empresa aplicadora ou outros sujeitos intervenientes na aplicação e/ou na execução da obra em questão, devem certificar-se da idoneidade dos produtos atendendo às características dos mesmos, bem como as condições, suporte e possíveis patologias da obra em questão.

Os valores dos produtos ou soluções construtivas do GRUPO PUMA que em cada caso sejam determinados pela norma UNE ou qualquer outra aplicável, referirem-se exclusivamente às condições expressamente estipuladas na dita normativa e que vêm referidos, entre outros, a determinadas características do suporte, condições de humidade e temperatura, etc. sem que sejam exigíveis ensaios obtidos em condições diferentes, tudo isto de acordo com o expressamente estabelecido na normativa de referência.