Morcem® Rápido R1

Argamassa seca. Desenhado para os usos, correntes em alvenaria, em que se requer uma argamassa de presa e endurecimento rápidos e altas prestações finais.

1504-3 - R1 COV GBC

Download da ficha técnica


Informação adicional

Composição

Cimentos de alta resistência, areias sílicas seleccionadas e aditivos específicos.

Caracteristicas e aplicações

  • Argamassa de reparação classe R1 segundo EN 1504-03  
  • Fixação de aros de portas, janelas, etc.
  • Pequenas reparações do betão.
  • Fixação de tampas ou registos de esgoto, etc.
  • A temperatura influi no início da presa, em tempo quente encorta o seu início e em tempo frio este vê-se alargado.
  • Consolidação rápida

Suportes

  • Os suportes deverão estar limpos de pó, gordura e produtos estranhos.
  • São admissiveis todos os suportes habituais em alvenaria: ladrilhos cerâmicos, blocos de betão e argamassas de cimento.

Modo de emprego

  • Juntar água no recipiente (uns 3-3,5 litros por saco), verter o pó e amassar (recomenda-se amassar mecanicamente) até obter uma massa cremosa e homogénea de consistência adequada.
  • Humedecer muito bem o suporte e, após absorvida a água em excesso, aplicar o produto até atingir a espessura desejada.
  • Poucos minutos após a aplicação, inicia-se o endurecimento e, desde este momento até ficar completamente endurecido, pode-se moldar facilmente o produto, com um instrumento metálico adequado, para eliminar saliências, alisar rebarbas, etc.

Precauções e recomendações

  • Não aplicar abaixo de 5ºC nem acima de 30ºC.
  • Não aplicar com risco de geadas.
  • Em caso de vento forte ou sol directo, proteger o produto e voltar a humedecer para evitar a secagem excessivamente rápida.
  • Amassar somente a quantidade que possa ser usada no tempo de trabalho disponível.
  • Não reamassar nem juntar água a uma argamassa que já tenha iniciado a secagem. Não se pode aproveitar e deve-se rejeitar.
  • Não aplicar sobre gesso ou seus derivados.
 

Apresentação

Sacos de 20 Kg de papel plastificado.
Armazenamento até 1 ano na sua embalagem original fechada, ao abrigo da intempérie e da humidade.

Dados técnicos

(Resultados estadísticos obtenidos en condiciones estándar)

Aspecto Pó CINZENTO
Tempo de início de presa (23ºC e 50% de humidade) 3 -5 min.
Tempo de fim de presa (23ºC e 50% de humidade) 3,5 -6 min.
Resistência à compressão (após de 30 min.) > 1,5 N/mm2
Resistência à compressão (após de 28 dias) > 25 N/mm2
Rendimento aproximado Segundo uso

Marcação CE

GRUPO PUMA SL
C) Conrado del Campo Nº2 29590 Campanillas (Málaga)
13
Nº: 210022

EN-1504-3
MORCEM RÁPIDO

Argamassa tipo PCC para reparação não estrutural do betão, para pequenas reparações 
de betão, ancoragem de marcos de portas e janelas, nos quais se necessite uma 
argamassa de presa e endurecimento rápidos (à base de cimento hidráulico).

Resistência à compressão Classe R1
Conteúdo em iões cloretos ≤ 0.05%
Aderência ≥ 0.8 MPa
Compatibilidade térmica parte 4 Sem fissuras
Absorção capilar ≤ 0.5 kg.m-2h-0.5
Reacção ao fogo A1

Nota

As instruções quanto à forma de utilização são realizadas de acordo com os nossos ensaios e conhecimentos e não pressupõem um compromisso do GRUPO PUMA nem isentam o consumidor do exame e verificação dos produtos para a sua correta utilização. As reclamações devem ser acompanhadas da embalagem original para permitir a rastreabilidade adequada.

O GRUPO PUMA não se responsabiliza, em caso algum, pela aplicação dos seus produtos ou soluções construtivas por parte da empresa aplicadora ou demais sujeitos intervenientes na aplicação e/ou execução da obra em questão, limitando-se a responsabilidade do GRUPO PUMA exclusivamente aos possíveis danos atribuíveis direta e exclusivamente aos produtos fornecidos, individuais ou integrados em sistemas, devido a falhas no fabrico dos mesmos.

Em qualquer caso, o redator do projeto de obra, a direção técnica ou o responsável da obra, ou subsidiariamente a empresa aplicadora ou outros sujeitos intervenientes na aplicação e/ou na execução da obra em questão, devem certificar-se da idoneidade dos produtos atendendo às características dos mesmos, bem como as condições, suporte e possíveis patologias da obra em questão.

Os valores dos produtos ou soluções construtivas do GRUPO PUMA que em cada caso sejam determinados pela norma UNE ou qualquer outra aplicável, referirem-se exclusivamente às condições expressamente estipuladas na dita normativa e que vêm referidos, entre outros, a determinadas características do suporte, condições de humidade e temperatura, etc. sem que sejam exigíveis ensaios obtidos em condições diferentes, tudo isto de acordo com o expressamente estabelecido na normativa de referência.