Morcem® Dry F

Argamassa flexível para impermeabilização de betão em geral.

1504-2 - CE 14891 - EN COV GBC DAP

Download da ficha técnica


Informação adicional

Composição

Produto bicomponente à base de ligantes hidráulicos e resinas sintéticas.

Caracteristicas e aplicações

  • Permeável ao vapor de água.
  • Resistente a geadas e degelos. 
  • Excelente aderência.
  • Não altera a potabilidade da água.
  • Flexibilidade permanente.
  • Impermeabilização de depósitos, tanques, piscinas, fontes, caves, parques de estacionamento subterrâneos, fossos de elevadores, túneis, etc.
  • Impermeabilização de varandas e terraços (máx. 20-25 m2).
  • Impermeabilização de muros exteriores em cimentação.
  • Reparação e protecção de superfícies expostas à acção do gelo e degelo: beiras de telhados, varandas, coberturas, terraços, cornijas.
  • Impermeabilização de superfícies sujeitas a movimentações derivadas de pressões hidrostáticas positivas e negativas.
  • Alto rendimento.

Suportes

  • O suporte deverá estar em boas condições, limpo, sem gorduras, óleos, pó ou partes mal coladas.
  • Os suportes absorventes deverão ser humedecidos previamente até à saturação, mas sem ficarem encharcados.
  • As fissuras e o betão danificados deverão ser previamente reparados com MORCEMREST RF-15.

Modo de emprego

Mistura da argamassa:

  • Começar por misturar manual ou mecanicamente o Componente A em pó com 3/4 partes do Componente B líquido. Adicionar de seguida o restante componente liquido e voltar a misturar bem até obter uma massa homogénea.

Aplicação:

  • Humedecer a superfície sem encharcar. A aplicação do MORCEM DRY F é feita em duas camadas de 1mm de espessura cada, com trincha, palustra, rolo de pêlo comprido ou por projecção.
  • Aplicar uma primeira camada numa direcção e deixar endurecer uma hora ( a 20ºC). Decorrido este tempo, aplicar uma segunda camada na direcção contrária à primeira.
  • Para tratar fissuras com possíveis movimentos, é recomendável armar o revestimento com uma malha de fibra de vidro sobre a segunda camada. Colocar logo de seguida uma camada adicional de MORCEM DRY F sobre a dita malha.
  • Aguardar pelo menos 2 dias antes de ser coberta com o revestimento cerâmico.

Cura:

  • Proteger do vento, geadas e sol durante o endurecimento. Para evitar a secagem excessiva, é conveniente tapar a superfície com serapilheira húmidas ou plásticos durante a secagem.

Precauções e recomendações

  • Não aplicar abaixo de 5ºC nem acima de 30ºC.
  • Não juntar cimento, areia nem outras substâncias que possam afectar as propiedades do material.
  • Os utensílios e ferramentas deverão ser limpos com água imediatamente após a sua utilização, evitando-se assim o endurecimento do material e a necessiade de eliminá-lo recorrendo a meios mecânicos.
  • Lavar a superfície impermeabilizada com água limpa 48h após a sua aplicação. Repetir a operação pelo menos 2 vezes antes de encher o depósito.

Apresentação

MORCEM DRY F apresenta-se em sacos de 20 kg de pó e baldes de 7,8 kg de liquido. Armazenamento até 1 ano na sua embalagem original fechada, ao abrigo da intempérie e da humidade.

Dados técnicos

(Resultados estatísticos obtidos em condições standard)

Aspecto Componente A Pó CINZENTO
Aspecto Componente B Líquido Branco
Densidade de massa Aprox. 1,7 gr/cm3
Espessura por camada  1 mm.
Espessuras aplicáveis De 2 a 3 mm
Aderência (Sistema Flexivel sem Tráfego) > 0,8 N/mm²
Aderência sobre betão húmido > 1,5 N/mm²
Resistência à pressão hidrostática positiva e negativa 15 bar
Permeabilidade ao vapor de água
Classe I
SD < 5 m (Permeável ao vapor de água)
Permeabilidade ao CO2 SD > 50 m (Impermeável ao CO2)
Resistência à fissuração
Classe A5 (-10ºC)
Classe A5 (+20ºC)
Capacidade de cobrir fissuras
Até 2 mm (espessura mínima de 2 mm; sempre para temperaturas superiores a -10ºC)
Nota: Recomenda-se sempre armar para cobrir/pontear fissuras.
Absorção capilar < 0,1 kg/m² x h0.5
Elongação à rotura Aprox. 45%
Tempo de vida da mistura 35-45 minutos
Rendimento 1,5 Kg/m2/mm espessura

NOTA: Grupo Puma, S.L. Dispõe de um certificado de potabilidade da água.

Marcação CE

GRUPO PUMA SL
Avd. Agrupación Córdoba, Núm.17 14014 (Córdoba)
13
Nº: 210108

EN-1504-2
MORCEMDRY F

Argamassa de revestimento para proteção superficial, flexível bicomponente para 
a impermeabilização de betão, com espessura mínima de camda 2 mm.

Permeabilidade ao CO2 Sd>50
Permeabilidade ao vapor de água Classe 1
Absorção capilar e permeabilidade à água ≤ 0.1 kg.m2h0.5
Compatibilidade térmica Cumpre
Capacidade de ponte de fissuras Classe 5
Força de aderência por ensaio à tracção >1.5N/mm2
Aderência em betão húmido >1.5N/mm2

 

Declaração Ambiental de Produto (DAP)

Argamassa elaborada com agregados próximos dos centros de produção reduzindo as emissões dos gases de efeito de estufa associados ao seu transporte e elaboradas nos centros de produção com sistemas de Gestão Ambiental certificados de acordo com a norma ISO 14001, pelo que confere um firme compromisso com a sustentabilidade e o respeito pelo meio ambiente.
Argamassa com etiqueta ecológica tipo III (a mais exigente) Declaração Ambiental de Produto verificada externamente pela AENOR

Nota

As instruções quanto à forma de utilização são realizadas de acordo com os nossos ensaios e conhecimentos e não pressupõem um compromisso do GRUPO PUMA nem isentam o consumidor do exame e verificação dos produtos para a sua correta utilização. As reclamações devem ser acompanhadas da embalagem original para permitir a rastreabilidade adequada.

O GRUPO PUMA não se responsabiliza, em caso algum, pela aplicação dos seus produtos ou soluções construtivas por parte da empresa aplicadora ou demais sujeitos intervenientes na aplicação e/ou execução da obra em questão, limitando-se a responsabilidade do GRUPO PUMA exclusivamente aos possíveis danos atribuíveis direta e exclusivamente aos produtos fornecidos, individuais ou integrados em sistemas, devido a falhas no fabrico dos mesmos.

Em qualquer caso, o redator do projeto de obra, a direção técnica ou o responsável da obra, ou subsidiariamente a empresa aplicadora ou outros sujeitos intervenientes na aplicação e/ou na execução da obra em questão, devem certificar-se da idoneidade dos produtos atendendo às características dos mesmos, bem como as condições, suporte e possíveis patologias da obra em questão.

Os valores dos produtos ou soluções construtivas do GRUPO PUMA que em cada caso sejam determinados pela norma UNE ou qualquer outra aplicável, referirem-se exclusivamente às condições expressamente estipuladas na dita normativa e que vêm referidos, entre outros, a determinadas características do suporte, condições de humidade e temperatura, etc. sem que sejam exigíveis ensaios obtidos em condições diferentes, tudo isto de acordo com o expressamente estabelecido na normativa de referência.